Dicas

Troque os pontos do cartão de crédito por dinheiro vivo na conta corrente

Redação Tecnograna

Muita gente nem sabe ou simplesmente esquece que, cada vez que usa o cartão de crédito para fazer compras ou pagamentos, pode estar acumulando pontos. Estes pontos podem ser transformados em benefícios e até em viagens de avião.

Mas o que acontece com grande parte das pessoas é que elas deixam estes pontos expirarem e perderem a validade.

giphy Troque os pontos do cartão de crédito por dinheiro vivo na conta corrente

Estima-se que, no Brasil, bilhões e bilhões de reais são perdidos todos os anos nos programas de fidelidade dos cartões por causa disso. As pessoas estão, praticamente, jogando dinheiro fora.

É possível que muitos deixem isso acontecer por pensarem que só podem trocar seus pontos por viagens. E quem não viaja muito, não vê muita vantagem.

Então, vamos explicar com detalhes como qualquer um pode transformar os pontos do cartão em dinheiro de verdade, para gastar no que você quiser!


1. Escolha o cartão certo para você

Nem todos os cartões de crédito oferecem pontuações em programas de fidelidade. A maioria dos que não cobram anuidade não geram nada de pontos. Então, a primeira coisa que você tem que fazer é estudar as opções que possui para encontrar maneiras de gerar estes pontos.

Claro que às vezes não compensa você pagar uma anuidade cara do cartão só para ter mais pontos. Você deve fazer todos os cálculos na ponta do lápis para avaliar se vale a pena ou não. O que você for ganhar com milhas tem que no mínimo cobrir (com sobras) o que você paga por ano no cartão. Se não, o mais econômico é manter o cartão sem anuidade mesmo.

Muitas vezes, o banco que você tem conta pode facilitar as coisas para você. No meu caso, por exemplo, eu tinha um cartão do banco que oferecia boa pontuação por dólar gasto, mas que me cobrava anuidade. Conversei com a gerente sobre a possibilidade de eu ter isenção da taxa, visto que eu usava bastante o cartão, mas ela disse que aquele cartão específico não tinha desconto proporcional ao uso. Mas me disse que se eu trocasse para outra categoria, poderia ter anuidade grátis se atingisse um determinado valor na fatura mensal. Eu então calculei quanto eu conseguiria gastar no mês se pagasse todas as contas pelo cartão, e hoje tenho um MasterCard sem anuidades, que me dá ainda mais pontos por compra.

Pesquise e estude o cartão certo para você, que não bagunce suas finanças pessoais e ainda lhe renda muitos pontos.

2. Transforme seus pontos em milhas

Quando você acumula muitos pontos no cartão, pode trocar por produtos no próprio programa de fidelidade do banco. Porém, o foco aqui neste artigo é o de vender milhas, então é disso que falaremos.

Quando você conseguir juntar pontos suficientes, é chegada a hora de transferi-los para algum programa de companhia aérea. No Brasil, os principais são:

  • Multiplus (Latam)
  • Smiles (Gol)
  • TudoAzul (Azul)

Você poderá transferir seus pontos do cartão para qualquer um destes programas. Mas qual escolher?

Neste artigo não iremos considerar a opção de você realmente querer viajar com as milhas. Neste caso, a escolha do programa será de acordo com a companhia aérea que você quiser viajar.

Para vender as milhas, cada programa tem um valor diferente, e as da Multiplus são as que mais valem. Porém, esta vantagem pode desaparecer se você tiver a oportunidade de aproveitar alguma promoção de transferência.

De tempos em tempos, as companhias aéreas fazem parceria com os cartões e dão bônus na troca. Então, é bastante comum vermos o Itaucard dar 30% a mais na transferência para a Multiplus, ou o TudoAzul dar 70% de bônus. Há casos que é possível conseguir 100% nas milhas transferidas.

Por esta razão, depende muito do momento que você for vender as milhas. Se você conseguir uma oportunidade, por exemplo, de trocar seus pontos por 100% no Smiles, você terá um retorno maior vendendo as milhas dele do que se fosse sem bônus com a Multiplus. Mesmo o preço do milheiro do Smiles sendo menor.

Tudo é cálculo e estudo. Se você quer ter dinheiro na vida, não tem saída, tem que estudar. 😉

3. Venda suas milhas

As companhias aéreas não comprarão de você as milhas, mas existem empresas que compram. E é aí que você transforma seus gastos no cartão em dinheiro vivo.

No Brasil, existem diversas empresas que compram milhas. As duas principais são MaxMilhas e Hotmilhas.

Os preços variam, pois dependem muito da oferta e da procura no momento. Isso porque estas milhas são transformadas em viagens para outras pessoas. Então estas empresas vendem as passagens com as suas milhas, lhe pagam um valor e ficam com uma comissão para elas. Nisso, todo mundo sai ganhando, até mesmo quem comprou a passagem mais barata que nas agências de viagem.

Confira e analise bem qual das duas empresas você se sente mais confortável em vender suas milhas:

Só para você ter uma ideia superficial, o preço de cada milheiro (grupo de mil milhas) pode ser o seguinte:

  • Azul: R$ 21,08
  • Gol: R$ 20,72
  • Latam: R$ 29,07

Ou seja, se você vender 10.000 milhas do Multiplus, poderá embolsar R$ 290,70. Direto na conta bancária, para usar como quiser. 🙂

Estes valores, como foi dito, podem alterar dependendo da época que você esteja lendo este artigo. Por isso, informe-se.


Para quem não viaja, mas acumula pontos no cartão, a melhor coisa a fazer é transformá-los em milhas que podem ser vendidas. Você assim embolsa uma grana e não corre o risco de perdê-las, deixando-as expirar.

Compartilhe o link deste artigo com seus amigos e familiares, para que ninguém jogue dinheiro fora com pontos esquecidos no cartão. 🙂

Sobre o autor

Redação Tecnograna

Redação Tecnograna

Trabalhamos diariamente para trazer a melhor informação para ajudar você a ter vantagens financeiras com aplicativos e ferramentas digitais.

4 Comentários

Deixe um comentário