Finanças

Tabela regressiva do Imposto de Renda (IR) para investimentos

Redação Tecnograna

Existem diversas aplicações financeiras que sofrem dedução automática do Imposto de Renda (IR), como CDBs, títulos de renda fixa, fundos, ETFs e outros. E isso serve também para alguns aplicativos e carteiras digitais que também fazem render o dinheiro que fica parado lá, como NuConta, PicPay e Mercado Pago.

O que nem todo mundo sabe é que este imposto é regressivo, ou seja, quanto mais tempo você deixa o dinheiro naquele investimento, menos imposto paga quando for retirar.

Este imposto é pago no momento da retirada e deduzido automaticamente no saque. É importante destacar que a porcentagem do imposto é apenas sobre o rendimento, ou seja, sobre o valor a mais que você ganhou, e não sobre o valor total.

Veja na tabela abaixo o quanto será descontado do seu ganho bruto quando você sacar o dinheiro:

Tabela Regressiva do IR
Período aplicado Alíquota de IR
Até 6 meses 22,5%
De 6 meses a 1 ano 20%
De 1 a 2 anos 17,5%
Acima de 2 anos 15%

Veja também a Tabela regressiva do IOF em seus investimentos.


Via: blog.rico

Sobre o autor

Redação Tecnograna

Redação Tecnograna

Trabalhamos diariamente para trazer a melhor informação para ajudar você a ter vantagens financeiras com aplicativos e ferramentas digitais.

Deixe um comentário