Notícias

Nubank, MercadoPago e PagBank lideram o número de registros das chaves do PIX

Redação Tecnograna

No início de outubro, teve início o pré-cadastro das chamadas chaves do PIX, que são formas de facilitar a transferência de dinheiro informando apenas um dado, como telefone ou CPF, em vez de ter que fornecer número de conta, agência e banco.

O cadastro antecipado serve para que no dia 16 de novembro, previsto para o início das operações, tudo já esteja pronto para começar a funcionar.

E 10 dias depois do início dos cadastros, as chamadas fintechs digitais lideram o número de registros.




Na lista das 12 instituições financeiras com mais registros de chaves do PIX, 3 fintechs lideram, passando os grandes bancos tradicionais: Nubank, Mercado Pago e PagSeguro.

Nubank 8.086.037
Mercado Pago 4.731.115
PagSeguro 4.317.725
Bradesco 3.710.035
Caixa 2.499.903
Banco do Brasil 2.147.744
Itaú Unibanco 1.756.684
Santander 1.637.709
PicPay 1.135.336
Inter 889.588
Original 523.850
C6 335.738

É de impressionar a grande vantagem do Nubank no número de registros, tendo quase o dobro do segundo lugar.

Logo após, aí sim, vem os bancões tradicionais, como Bradesco, Caixa, Banco do Brasil, Itaú e Santander. O PicPay ficou atrás de todos eles, com pouco mais de 1 milhão de chaves cadastradas.

É interessante notar que, depois do bloco das fintechs e do bloco dos bancões, só aí começam a aparecer os bancos digitais, como Inter, Original e C6 Bank. Normalmente o Inter é visto como o grande concorrente do Nubank no mundo digital, mas dessa vez ficou bem atrás do roxinho.


Alguns podem se surpreender como que as fintechs conseguiram ter mais registros do PIX que os grandes bancos tradicionais. Porém, há uma razão bem lógica que explica isso.

Clientes de fintechs tem um perfil muito mais acostumado com o mundo digital do que os clientes dos bancos tradicionais. Por essa razão, é muito mais fácil para eles entenderem o que é o PIX e como irá funcionar do que para quem está acostumado a ir até a agência pagar conta de luz.

Isso porque a proposta do PIX é fazer o que as fintechs já fazem: pagamentos por QR code, transferências instantâneas e uso de uma informação única, como nome de usuário ou número de celular. Então, fazer cadastro no PIX para este tipo de cliente é um processo natural, por isso a adesão em massa logo nos primeiros dias.

Os bancões provavelmente passarão esses números nos próximos meses e liderarão o ranking. Porém, o processo será bem mais lento do que acontece com as fintechs.

Leia também:
➡️ Todas as dúvidas e respostas que realmente importam sobre o PIX

Sobre o autor

Redação Tecnograna

Redação Tecnograna

Trabalhamos diariamente para trazer a melhor informação para ajudar você a ter vantagens financeiras com aplicativos e ferramentas digitais.

Deixe um comentário